%>

Entrevista com Dener Barbosa (Baby Boy). dener,rodeio,touros

photodune-2043745-college-student-s

O competidor Dener Barbosa Garcia de Assunção de Paulo de Faria – SP, atual 3º colocado do campeonato, falou sobre o começo de carreira, vitórias e momentos difíceis passados.
Dener é considerado pelos críticos do rodeio, como um dos melhores peões da ¨ nova safra ¨ de competidores, hoje com 19 anos monta profissionalmente desde os 16, já ganhou vários rodeios pelo Brasil, como, Quintana – SP, Douradina – PR, Cosmorama – SP, Jales – SP, Alvares Florence – SP, Coromandel – MG, campeão por equipes em Barretos – SP, entre outros. Já foi campeão do Campeonato da Ekip Rozeta na temporada de 2012.
O ¨ Baby Boy ¨, como é conhecido no rodeio, começou falando sobre o inicio de carreira, acompanhe:

Guilherme Ferreira: Como começou na montaria em touros?
Dener: Comecei quanto tinha 13 anos, na chácara do meu avô e depois continuei com uns amigos, fui pegando gosto pelo rodeio.   

Guilherme Ferreira: Qual é sua premiação ganha no rodeio?
Dener: 2 carros, 6 motos, 1 caminhão e aproximadamente uns 200 mil em dinheiro. 

Guilherme Ferreira: Quando e aonde foi seu primeiro rodeio profissional?
Dener: Meu primeiro rodeio profissional foi em Lagoa Seca – MG, montei no lugar de um amigo meu, que tinha se machucado e como o rodeio era pago, pra não perder a inscrição, montei pra ele, lembro que o no sorteio peguei um miura, parei nele e acabei ficando em 4º lugar nesse rodeio.  

Guilherme Ferreira: Uma curiosidade, oque você faz para se manter preparado quando não está no rodeio, treina em fazendas, faz academia?
Dener: Faço academia e sempre procuro estar treinando para manter a forma.

Guilherme Ferreira: Fiquei sabendo que recentemente foi pai, como é isso, ajuda, dá mais garra e vontade de vencer?
Dener: Dá sim e muito, mais aumenta mais a responsabilidade. 

Guilherme Ferreira: Qual foi o touro mais difícil que já enfrentou no rodeio?
Dener: Já montei em vários touros difíceis, mais o Mago do Paulo Emílio foi um dos mais complicados, montei nele em Altônia – PR deu muito certo não. (Risos).  

Guilherme Ferreira: Você já sofreu algum acidente grave?
Dener: Já sim, fiz 3 cirurgias, quebrei braço, tornozelo, mais grave mesmo, foi ano passado, quando em Juína – MT no final de Janeiro, quando fui descer do touro na semi – final, ele me pisou no ombro direito, saiu fora do lugar pela primeira vez, foi aí que começou o dilema, fiquei parado 2 meses fazendo fortalecimento na região, algumas semanas depois tentei voltar no rodeio de Douradina – PR, sem sucesso, a dor era grande e continuava saindo fora, até que operei. Fiquei cerca de 11 meses parados por essa contusão, só voltei em dezembro de 2013.

Guilherme Ferreira: Qual a sua expectativa para este retorno após lidar o ano passado inteiro com a contusão?
Dener: Espero voltar a montar igual antes, não me machucar e ganhar o campeonato da Ekip Rozeta outra vez.
Guilherme Ferreira: Qual foi o competidor que você se espelhou no estilo de montar?
Dener: Quando era moleque assistia as montarias do Fabricio Alves e do Vilmar Felipe gostava muito do estilo, me espelhei um pouco em cada um deles.

Guilherme Ferreira: Como foi ganhar o Campeonato da Ekip Rozeta na temporada de 2012?
Dener: Foi uma grande emoção, um sonho realizado, queria muito ganhar e dediquei pra isso, aliás, que peão não sonha em ganhar esse grande campeonato, acredito que a maioria sonha. 

Guilherme Ferreira: Pensa em competir nos Estados Unidos?
Dener: Sim, tenho muita vontade, estar entre grandes competidores como Emilio Resende, Silvano Alves esses revelados na Ekip Rozeta e outros grandes campeões que estão por lá, seria um prazer.

Guilherme Ferreira: Qual é o seu maior desejo? E seu maior medo?
Dener: Meu maior desejo é ser um peão conhecido mundialmente e meu maior medo é ter que parar de montar por machucados sérios.  

Guilherme Ferreira: Pra encerar gostaria que agradecesse aos seus patrocinadores e as pessoas que o apoiam na carreira.
Dener: Queria agradecer ao meu patrocinador, que me veste que é a Bulls Champions do Nelson de Iporã – PR, ao Enrique Moraes que meu deu uma chance nesse campeonato, e as várias outras pessoas que me ajudaram na carreira que me esqueci e a você Guilherme, que me deu oportunidade de falar um pouco sobre minha história aqui.
Guilherme Ferreira: Eu que agradeço Dener. 

Essa é a minha primeira matéria/entrevista para o site, espero que tenham gostado. 

Algumas montarias Dener Barbosa
Link: https://www.youtube.com/watch?v=nn9h_kTFalY

 

Por: Guilherme Ferreira. 

by M2Wart